STREET FIGHTER – ASSASSIN’S FIST: CURIOSIDADES SOBRE A WEBSERIE

“Assassin’s Fist” me surpreendeu tão positivamente, que me senti na obrigação de compartilhar com vocês algumas curiosidades sobre a produção e alguns outros detalhes.

Street_Fighter_Assassins_Fist_F_3-660x330

Seguindo uma linha totalmente oposta às produções live-action sobre “Street Fighter” apresentadas  até o momento, vide os desastrosos “Street Fighter: A batalha Final” de 1994 e “Street Fighter: A lenda de Chun-li” de 2009, a webserie criada, roteirizada, dirigida, e estrelada por Joey Ansah e Christian Howard, apresentou um trabalho dedicado, respeitoso e incrivelmente bem feito.

Um erro comum, foi acreditar que essa serie abordaria apenas o treinamento de Ryu e Ken, usando isso como desculpa para vermos diversas cenas de luta. Entretanto, o que vemos no decorrer dos 12 episódios, é uma trama bem elaborada, com personagens envolventes, cenários belíssimos e sim, diversas cenas de luta. Tudo apresentado de uma forma que agradaria os fãs e os que não conhecem nada sobre a franquia.

Francamente fiquei em estase do momento em que comecei, até o momento em que terminei de assistir “Street Fighter: Assassin’s Fist”. Devido à isso, resolvi separar algumas curiosidades sobre a produção, algumas referências e alguns elementos em comum com o material original. Confira:

1 – O objetivo original era viajar o mundo!

street-fighter-2

A intenção de Ansah (Akuma) e Howard (Ken), não era inicialmente produzir o curta “Street Fighter: Legacy”, que foi lançado no YouTube em 2010. O objetivo original era produzir para a Capcom, o “World Warrior”, uma série inteira que começasse a partir da história do jogo “Street Fighter II”. Mas como o projeto era muito grande e envolveria filmagens em diversos países, ficou evidente que a Capcom não iria financiar a série toda.

2 – Chamando atenção da Capcon.

Com o lançamento do “Super Street Fighter IV” à caminho, Ansah focou-se na rivalidade entre Ryu e Ken e produziu o Legacy, pensando em assim conseguir receber apoio por parte do departamento de makerting da Capcom. Como uma prova de conceito, durante San Diego Comic-Con International 2012, a Capcom anunciou que tinha concedido direitos aos criadores para ir em frente com o projeto.

3 – Surgindo a ideia do punho assassino.

Street-Figther-05fev2014

Depois do sucesso de “Street Fighter: Legacy”, os dois decidiram que iriam colocar os scripts de “World Warrior” na prateleira, para ser usado depois em uma sequência com um orçamento maior, e passaram a trabalhar na história de origem dos personagens Ansatsuken : Ryu, Ken, Gouken, Gouki/Akuma e Goutetsu. Como a maior parte das filmagens seria realizada nas florestas japonesas, não seria preciso gastar dinheiro com figurantes e outras despesas associadas a filmagens em um ambiente urbano.

4 – Jovens Protagonistas.

street-fighter-assassins-fist-ryu-ken

Para Ryu e Ken, o objetivo era fazê-los humanos e não as monstruosidades que são hoje em dia. Então, escolheram caracteriza-los como jovens e bastante inocentes, tendo assim a possibilidade de abordar muitos dramas, ameaças e obstáculos a superar, como os problemas de estranhamento e de abandono que Ken tem com seu pai (como visto na série).

5 – Street Fighter Alpha.

Street_Fighter_Zero

Baseando-se em tudo o que é considerado como história oficial da franquia, o visual dos personagens foi inspirado na série Alpha (também conhecida como “Zero”), que acontece entre o primeiro torneio e “Street Fighter II”.

6 – Referencias para o passado.

1386003638_Gouki-and-Gouken-Assassins-Fist

O núcleo centrado no passado está cheio de elementos que remetem à “Ilíada” e ao Antigo Testamento. Irmão contra irmão, pai contra filho, triângulo amoroso, traição, banimento, o renascimento…

7 – Diferentes tempos.

Street-Fighter-Assasins-Fist-ken-pai

Durante a série, acompanhamos duas linhas de tempo. Ambas se passam no passado, sendo uma delas definida em meados dos anos 50, com Gotetsu, Sayaka e Goki, e vemos também os anos 80 com Ryu, Ken e Goken.

8 – Mistura de referências.

02street

A webserie faz referências a diversos elementos da franquia “Street Fighter”, tais como, alguns movimentos perfeitamente iguais aos vistos nos jogos, música tema dos personagens e até a releitura de uma cena do famoso anime “Street Fighter II Victory”, onde Ken e Ryu brigam com militares no bar. Até pensei que Guile poderia aparecer…

9 – Quem é Dan?

dan

Quem é verdadeiramente fã de “Street Fighter”, sabe que Goken tinha outro aluno antes de Ryu e Ken, seu nome é Dan. Ele é mencionado no episódio 4 de forma bem humorada, como sendo um antigo estudante do dojo.

10 – Participação “a lá Stan Lee”.

YoshinoriOno-Blanka-ThumbsUp

O homem que sempre perturba Ken durante seu treinamento é Yoshinori Ono, um produtor de videogames japonês. Ele produziu diversos jogos na Capcom, sendo o primeiro deles “Street Fighter III”. Ono foi o principal nome por trás do jogo “Street Fighter IV”, que resgatou o nome da série. Além disso ele também participou diretamente na criação da série de jogos “Onimusha”.

11 – Satsui no Hado.

StreetFighterAssassinsFist

A tradução para Satsui no Hado é “Onda de Intenção Assassina”. É uma energia maligna que deixa o usuário extremamente poderoso, no entanto, quase sem controle dos seus atos. Akuma perdeu toda sua humanidade ao se deixar dominar por ela, já seu mestre Goutetsu a controlava. Ryu luta contra ela, mas as vezes se entrega ao seu poder, se tornando o Evil Ryu. Quando deixou a cicatriz no peito de Sagat, Ryu estava possuído pelo Satsui no Hado.

12 – O futuro.

scott_adkins-488x360

Avançando para o real objetivo, o “World Warriors”, Ansah gostaria de ter Scott Adkins como Guile em uma segunda temporada, ele seria um militar que trabalha para a C.I.A.. Guile iria contracenar com Chun Li, uma agente da Interpol, que possui o mesmo objetivo que o seu.

“Street Fighter: Assassin’s Fist” estreou no dia 23 de maio de 2014 no canal da Machinima no YouTube. Você pode assistir aos 12 episódios legendados clicando aqui.

Os 12 episódios de “Street Fighter: Assassin’s Fist” deverão ser levados para sites com programação On Demand e até mesmo lançados em uma versão em DVD/Blu-Ray. Estamos no aguardo!

Aproveite e siga o Vambebe no Facebook, no Twitter e também no Google+.

Anúncios

Não poupe comentários. Fale bem ou fale mal, mostre a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s