AKIRA: DIRETOR FALA SOBRE A TEMIDA ADAPTAÇÃO

Depois de se afastar do projeto, o diretor Jaume Collet-Serra está de volta a fatídica e já odiada adaptação live-action de “Akira”. De acordo com o ponto de vista do cineasta, a única forma de adaptar esse clássico é pegar o espírito coisa e fazê-lo diferente do mangá e do anime.

Jaume-Collet-Serra-akira

Depois que a pré-produção do “Akira americano” foi paralisada, o diretor Jaume Collet-Serra acabou se afastando, mas durante a atual turnê promocional do suspense “Sem Escalas”, o cineasta confirmou que está de volta à adaptação que está em desenvolvimento pela Warner Bros.

Em entrevista Collet-Serra disse que espera respeitar o trabalho original de Katsuhiro Otomo, que trabalhou tanto no mangá quanto no anime:

“Otomo adaptou seu próprio trabalho a partir de um mangá e um anime e as duas coisas são completamente diferentes e geniais. A única maneira de fazer uma versão live-action de Akira é levar o espírito e adaptá-lo. O filme vai ser tão diferentes quanto o anime era do mangá.”

O diretor fala também sobre a complexa história e como será difícil adapta-la:

“Acho que não se pode fazer um filme sobre Akira e esperar que todos entendam. Você tem que fazer três ou quatro filmes em um só e colocar a essência da história ali. Se você é um fã, você já sabe do que se trata e verá que aquilo é parte do mesmo mundo. Simplificar seria um erro. Acho que se um personagem tenta explicar para o publico algo da trama no final do segundo ato, temos um problema. Akira é mais como uma ópera existencial. É algo que só pode ser explicado no mangá. Até mesmo no anime é difícil de acompanhar.”

Francamente concordo com esse ponto de vista, o anime realmente é mais difícil de se compreender. Muitos elementos são apresentados, mas poucos são claramente explicados. Entretanto, ainda acho que uma boa adaptação precise respeitar certos elementos, como por exemplo a caracterização do ambiente, o conteúdo cultural usado na obra e principalmente os personagens e suas características pessoais. Infelizmente esse é um dos pontos que o cineasta mais tem interesse em fazer alterações, confira:

“Eu espero conseguir trazer boas personagens para a história. No mangá, não acredito que os protagonistas sejam os personagens principais. Na verdade, ninguém é interessante. Tetsuo fica importante, pois coisas ruins acontecem com ele e Kaneda, é muito bidimensional. Isso é parte da cultura japonesa, não vemos grandes personagens, eles são usados para levar a história e a filosofia do material para frente.”

Eu não sou contra a algumas mudanças quando se produz uma adaptação, certas coisas podem ser retiradas ou alteradas para melhorar o fluxo da história, mas certos elementos não podem ser mudados, porque são exatamente a identidade da obra.

A ideia de modificar praticamente tudo na versão live-action de “Akira” já estava presente desde que a adaptação foi cogitada e é exatamente desde essa época que os fãs se mostraram contra a produção do longa.

akira_explosion_high

A indesejada adaptação será baseada no famoso mangá “Akira” do escritor Katsuhiro Otomo, publicado entre as décadas de 80 e 90 no Japão e cultuado até hoje, sendo considerado um clássico do estilo cyberpunk. O mangá originou em 1988 uma excelente animação escrita pelo próprio Otomo, mas com algumas mudanças e um final diferente, já que na época o mangá ainda não havia sido terminado.

A expectativa é que “Akira americano” chegue aos cinemas em algum momento de 2015.

Aproveite e siga o Vambebe no Facebook, no Twitter e também no Google+.

Anúncios

Não poupe comentários. Fale bem ou fale mal, mostre a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s