VELOZES E FURIOSOS 6: CRÍTICA DO VAMBEBE.

A franquia “Velozes e Furiosos” voltou aos cinemas brasileiros no dia 24 de maio, trazendo um filme divertido e nostálgico principalmente para os fãs da série.

fast_and_furious_6_trailer

Dirigido por Justin Lee (que dirige a franquia desde o terceiro filme) e escrito novamente por Chris Morgan, o roteiro acompanha a equipe desfrutando de seus milhões, depois do bem-sucedido golpe no Rio de Janeiro, até que o policial Luke Hobbs (The Rock), ressurge com uma proposta irrecusável para Dom . Assim tem início “Velozes e Furiosos 6”.

Hollywood adora sequências não é de hoje, mas quem diria que o filme sobre corridas clandestinas e carros modificados feito em 2001, faria tanto sucesso ao ponto gerar uma franquia de filmes com até então seis produções. Esse sexto filme já começa lembrando de toda a sua história e segue esse ritmo até o final, gerando um clima nostálgico para todos que acompanharam Dominic Toretto (Vin Diesel) e Brian O’Conner (Paul Walker), nunca foram feitas tantas menções a situações e personagens aos filmes anteriores como nesse. Para compreender a história é necessário, sim, ter assistido aos demais títulos da série.

Velozes

Alguns dos filmes anteriores, muitos deles para ser sincero, não trazia um enredo realmente envolvente ou mesmo consistente… Basicamente usavam os carros, perseguições, atores e atrizes carismáticos para chamar atenção para o longa, o que não fazia deles filmes ruins (eu sempre adorei), mas “Velozes e furiosos 6” vai muito além. Ele juntou todos esses enredos rasos em uma história muito bem amarrada e com personagens mais experientes e mais maduros em suas ambições… Exceto Roman (Tyrese Gibson) que é o responsável pelas partes cômicas do filme.

As piadas e situações engraçadas é outro ponto positivo do filme, servindo como válvula de escape para situações tensas ou com dialogos mais longos.

velozesefuriosos6_41

Para essa continuação praticamente todos os personagens principais dos filmes anteriores foram reunidos e de uma forma em que todos tiveram espaço suficiente para serem bem explorados. Uma dessas personagens que retorna para a franquia é Letty (Michelle Rodriguez, a namorada de Dom, dada como morta no quarto filme), que está trabalhando com o terrorista Shaw (Luke Evans).

velozes-e-furiosos-6-michelle-rodriguez

“Velozes 6” também possui seus problemas, como por exemplo, a trilha sonora que não teve nenhum hit que marcou como nos anteriores, mentiras demais ou aquelas situações literalmente impossíveis de serem feitas daquele jeito, além de diversas situações em que você sabe que aquilo poderia ser feito de uma forma mais simples, mas optaram por uma forma mais “cinematográfica”. O que não chega realmente a incomodar.

Enfim, O enredo bem amarrado, a nostalgia, ótimas cenas de ação e perseguição, as reviravoltas inesperadas e um final que consegue unir definitivamente TODOS os seis filmes, tornam “Velozes e Furiosos 6” uma excelente pedida, vale a pena assistir nos cinemas.

Um brinde ao filme!

Anúncios

Não poupe comentários. Fale bem ou fale mal, mostre a sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s